Treinamento de CIPA

A CIPA é a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes. Ela é formada por colaboradores e representantes previamente designados pela empresa. A composição dessa comissão, assim como a sua relevância e outras considerações, estão devidamente aprovadas pelo Ministério do Trabalho e Emprego mediante a Norma Regulamentadora 5, NR 5.

O Treinamento de CIPA possui como característica principal o oferecimento de condições laborais mais saudáveis e seguras para todos os empregados — tanto diretos quanto indiretos da empresa.

Um dos aspectos positivos da Comissão é que a sua união com os funcionários e com os Serviços Especializados em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) só tende a enriquecer a produtividade e a motivação das equipes de trabalho. Isso porque, um ambiente mais seguro, oferece uma melhor qualidade de vida ao colaborador.

O que é a CIPA

De acordo com a Norma Regulamentadora 5 elaborada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a CIPA visa promover uma parceria entre a organização e os seus colaboradores.

Isso ocasiona o diálogo e permite que este seja efetuado de uma forma funcional e dinâmica. Como resultado, a conscientização sobre a promoção de saúde e prevenção de acidentes e doenças seja possível e eficiente.

Em termos gerais, o objetivo da Comissão é a preservação da integridade física dos colaboradores mediante a adoção de ações que reduzam os riscos de acidentes e doenças.

De acordo com a legislação embasada na Norma Regulamentadora 5, todas as organizações que possuam mais de 20 colaboradores são obrigadas a contar com uma CIPA e isto, independe do risco apresentado ao trabalhador.

No caso das empresas que possuem menos de 20 empregados em seu plantel, precisam nomear uma pessoa responsável por cumprir as ações da CIPA.

Cabe citar que o cumprimento desta especificação atende ao disposto na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Para que serve a Comissão?

Esta comissão serve para investigar, assim como, reconhecer a quais riscos os colaboradores estão expostos. Nesse sentido, cabe salientar que a CIPA é responsável pela verificação de agentes que possam originar acidentes e doenças laborais.

Ela também cria mecanismos que proporcionem condições de trabalho mais seguras para os empregados da organização.

Outra função importante da Comissão é a execução de medidas necessárias para que as atividades de prevenção sejam cumpridas, tais como a verificação dos postos de trabalho. Essa ação garante que todos cumpram normas de prevenção e segurança.

A CIPA, não somente cria e monitora procedimentos que visem oferecer condições de trabalho seguras, como também visa organizar um evento chamado Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho, a SIPAT.

Outra obrigação atribuída à CIPA é a realização de treinamentos no intuito de efetuar a orientação e a conscientização dos colaboradores no que se refere à prevenção de doenças e acidentes de trabalho.

Além disso, tem como função divulgar as informações relevantes sobre segurança e saúde no trabalho.

História da CIPA

A Comissão foi criada na segunda metade do século XVIII, em plena Revolução Industrial, mais precisamente, na Inglaterra. Ela surgiu em decorrência da incorporação de máquinas e equipamentos no dia a dia das empresas e  na rotina dos trabalhadores.

Isso porque houve um aumento considerável no número de doenças, lesões e acidentes decorrentes as atividades laborais. Outro aspecto que estimulou a criação da CIPA foi a necessidade dessas empresas em contar com uma equipe responsável pela identificação e correção de riscos de acidentes no âmbito laboral.

No que concerne ao aparecimento da CIPA no país, ela foi criada no mês de novembro de 1944, durante o governo de Getúlio Vargas.

A sua criação foi determinada por meio do Decreto 7.036. No entanto, a obrigatoriedade da formação da CIPA nas empresas foi regulamentada pela Portaria 155, no ano de 1953.

Importância do Treinamento de CIPA

Ao partir do princípio de que o colaborador é o patrimônio mais imponente de uma organização, fica fácil entender que a promoção de melhorias no cenário laboral é algo fundamental. Essa é, sem dúvidas, a principal forma de expressar respeito pelos colaboradores e demonstrar-lhes que são importantes para a organização.

Ao contar com uma Comissão atuante, é possível perceber que as empresas diminuem o número de doenças laborais, acidentes, lesões e demais situações que possam reduzir a qualidade de vida e a integridade física dos colaboradores.

Manter uma cultura empresarial voltada à segurança e a proteção dos trabalhadores é indispensável para que as equipes sintam-se motivadas e entendam que o seu trabalho é reconhecido pela empresa. Inclusive, manter uma CIPA ativa e atenta as demandas dos trabalhadores, pode ser um importante diferencial na hora de fechar parcerias comerciais.

Certamente, a CIPA é uma entidade de grande valor para as empresas e contar com o grupo é relevante, tanto para a organização quanto para os colaboradores. Vale a pena prestar atenção, investir e cuidar da saúde dos empregados.  Essas ações repercutem diretamente na lucratividade e no posicionamento da empresa, uma vez que o mercado está cada vez mais exigente e requer que as organizações estejam atentas ao desenvolvimento sustentável e mantenham uma postura favorável à saúde dos trabalhadores.

Tire suas dúvidas e saiba como podemos ajudá-lo.

Solicite um Contato »

Solicite uma proposta

Preencha os campos abaixo corretamente
  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.
Logo bmpc